Rasecenemys

Blog Rasecenemys 2 WordPress.com

Arquivo para a categoria “minhas poesias”

poesia

ELA É ASSASSINA DO AMOR VIII

                                   Rodrigo Carvalho

 

Setembro chegou;

Com muito AMOR dentro de si.
Gosto muito de gente assim…

com infinitas possibilidades

e desconfio que é deste tipo de gente que DEUS também gosta .  

A vida é aquilo que acontece enquanto fazemos planos para o futuro.
Não consigo dizer mais nada…

Foi arrebatador, esmagador, violentador, atormentador.

Dor;

Existem sentimentos que as palavras não explicam…

Eu quando olho nos olhos,
sei quando uma pessoa
está por dentro
ou está por fora.
Quem está por fora
não segura um olhar que demora…
Quem está por dentro carrega no
peito a vida sorrindo e ardendo…

Sinto por dentro algo inexplicável sem explicação.

Um intra-sentimento longínquo.

Profunda mágica interior.

Levo dentro de mim…

Um sentimento desorientador.

Setembro ainda não acabou.

Por que Setembro?

Esse é o mês do amor.

Mas você é assassina do amor.

 

Anúncios

poesia

ELA É ASSASSINA DO AMOR VII

                  Rodrigo Carvalho

 

No meio da rua existe uma pedra.

Tentei retirar mas não consegui

Se pudesse te encontrar novamente

Tentaria dizer o quanto é importante

Mesmo distante como num sonho bom

Se encontrasse você gostaria que soubesse

O quanto sofri;

Mas você é assassina do amor

Tentei não adiantou

Agora sonho acordado

Se um dia verei você acordado

Pois nos meus sonhos você está sempre

Ao meu lado

Minha anima

Sustento uma lágrima contida

Provoca minha ira

Dias de trovão eu passei

Mas não passaram mais…

…em meus pensamentos.

 

poesia

ELA É ASSASSINA DO AMOR VI

                  Rodrigo Carvalho

 

Palavras são verdades;

Verdades são palavras enquanto

Verdade.

Iludi-me no seu Olhar do mal

Afundei-me como o Titanic

Você foi minha Beleza americana

Menina com Perfume de mulher

Eu me sentia como Ases indomáveis

Não adules o poema. Aceite-o foi Um sonho distante

Foram pedaços de saudade quase uma Questão de honra

Quero ser grande perto de você, um Gladiador

Uma equipe muito especial formamos, mas durou

Muitíssimo pouco.

Num pedaço de saudade eu vejo êxito no

Outro fonte de memória insuficiente: Matrix

Sua foto apagada e eternamente…

O tempo cura tudo, mas nem tudo.

Três formas de amar é coisa grave

Meu primeiro amor você não foi

Mas marcou intensamente e mente

Antes da chuva cientista sou

Desabafar, expressar, dialogar

Viajar, me mudar.

Será que você lembra de mim?

Provavelmente não

Uma carta de amor nunca chegou

Café da manhã em Plutão;

O informante me enganou

Sol enganador para quem acreditou

Sinais ao longe chegarão.

 

 

poesia

ELA É ASSASSINA DO AMOR V

                  Rodrigo Carvalho

 

Oh! cadê você baby vem até a mim

Estou aqui

Com seu jeito doce e meigo encantou meu

Coração

Sinto sua falta

O que parecia lindo

Sumiu no limbo

Não sei se errei, ou os dois erraram

Minha vida nunca mais foi a mesma

Foi arrebatador

Dor

Talves amor

Amor

No sei dizer

Criei uma ilusão

Sem coração

Medo e desilusão

Fascinação

Criança querendo ser gente

Seu nome esqueci de dizer…

 

poesia

ELA É ASSASSINA DO AMOR IV

                  Rodrigo Carvalho

 

 

Incompleto

Você não vai entender

Como ter uma cosa que nunca foi sua,

ou sempre foi sua e você nunca deu valor

Aquele beijo era mesmo o fim

Agora eu vejo, não aprendi

Era o começo e o meu desejo que um dia acabou

Será que você está em algum lugar se sentindo só

E eu imagino o que você pode está fazendo
Enquanto você muda meu caminho e diz:

Só amizade

E retornando a algum lugar secreto interior

Porque toda mulher tem nome de coisa inanimada?

É melhor ter 10% de alguma coisa do que 100% de coisa nenhuma

Mel e fel não se juntam

Ela é assassina do amor

Com seu jeito doce e meigo

Encantou meu coração.

Depois de um tempo você aprende

O sonho só será realidade quando o pintor passar o sonho para a tela

Você não vai entender

E aprende que não importa o quanto você se importe,

Algumas pessoas simplesmente não se importam…

Ninguém irá descobrir

Milhões de estrelas no céu e só poder pegar uma

Elas te conduzem para o céu.

poesia

ELA É ASSASSINA DO AMOR III

                  Rodrigo Carvalho

 

Vinte anos se passaram;

Parece ontem;

Quando tudo era belo;

E  encantador;

Aquele sentimento;

De perda ficou;

A missão;

Não foi cumprida;

A batalha;

Foi perdida;

O sonho;

Não realizou;

Vinte anos se passaram;

Meu amor violou;

Esse sentimento;

De falta e que;

Por pouco não concretizou;

Basta…

Com seu jeito doce;

Encantou meu coração…

O encanto acabou;

Vinte anos se passou.

poesias

ELA É ASSASSINA DO AMOR II

                  Rodrigo Carvalho

 

Beijo inesquecível;

Amor incontrolável;

Perda dos sentidos;

Falta de prazer;

União desunida;

Triste começo;

Dor infinita;

Saudade diária;

Pensamento longe;

Vagando no escuro;

Linda e bela;

Provocante e sedutora;

Doce e destruidora;

Volúvel e fútil;

Carinhosa e rebelde;

Única encantadora;

Sonhos proibidos;

Caminhos sem volta;

Ela é assassina do amor

Com seu jeito doce e meigo

Encantou meu coração.

Navegação de Posts