Rasecenemys

Blog Rasecenemys 2 WordPress.com

Arquivo para o dia “dezembro 11, 2017”

13 coisas que a mulher perfeita falaria

1- Querido, você percebeu que aquela morena maravilhosa não pára de te olhar?  Vamos chamá-para sentar na nossa mesa.

2- Curei minha dor de cabeça definitivamente! Mas agora não paro mais de pensar em sexo.

3- Alô amor, estou no supermercado. Vi que as suas cervejas estavam quase acabando…Vou aproveitar para levar uma picanha tá bom querido.

4- Você não sabe como fico excitada com essa sua pança de cerveja e esse bafo de bebida seu.

5- Amor não quero presente de aniversário, você é tão bom pra mim, me dá um pacote daquele sabão em pó que é lançamento, que eu fico feliz demais.

6- Corre vem ver querido, tá passando um filme com a Sandra Bullock aquele que você gosta, e vai passar a cena que ela mostra o peitinho!

7- Amor olha que postagem mais linda essa no Sacizento! Adorei.

8- Querido, descobri como passar aquela fase  super dificil naquele game.

9- Hoje no jantar teremos bacon, pizza, cervejas nacionais e importadas e sorvete, tudo bem?

10- Essa novela perdeu a graça né?  Assinei um canal pornô para a gente assistir…

11- Você tem razão, meus amigos são uns chatos mesmo.E a mamãe só quer encher o saco!

12- corre querido, venha ver a filha do vizinha aquela gatinha está lavando o cachorro só de biquiní!

13- Fica deitado aí, eu vou até a geladeira buscar mais uma cerveja amor.

Anúncios

5 curiosidades sobre a bandeira do Brasil

1. A ESCOLHA DAS CORES NÃO É MUITO BEM POR CAUSA DAS MATAS, DO OURO E DO CÉU.

O verde simboliza nossas florestas e matas. O amarelo, nossas riquezas e o ouro. O azul, nossas límpidos céus e o branco, a paz. Essa versão pode até ser um pós-conceito muito bom e poético. Mas a verdade é que as cores desse símbolo oficial da República Federativa do Brasil são apropriações da bandeira do império pintada por Debret.

Nosso verde é a cor símbolo da casa de Bragança, a de D. Pedro I. Já o amarelo refere-se a casa de Dona Leopoldina, arqui-duquesa da Áustria e imperatriz do Brasil, a Casa de Habsburgo.

2. A PRIMEIRA VERSÃO DA BANDEIRA APÓS A PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA ERA INSPIRADA NA DOS EUA

Rui Barbosa, após a proclamação da República, propôs uma bandeira para esse novo país. E para isso, fez um bechmark com a ex-colônia mais bem sucedida em parâmetros republicanos e plagiou se inspirou na bandeira dos Estados Unidos. Ele só esqueceu que as listras na bandeira americana representavam as  treze colônias Contudo, esse modelo foi utilizado por apenas quatro dias, de 15 a 19 de novembro de 1889.

A bandeira desenhada por Barbosa serviu de base para muitas bandeiras estaduais.

bandeira-br-1889

3. O MODELO ATUAL DA BANDEIRA DO BRASIL, ADOTADO EM 19 DE NOVEMBRO DE 1889, FOI CRIADA POR UM COLETIVO PEQUENO GRUPO.

Raimundo Teixeira Mendes, diretor de criação, é quem ganha os créditos por nossa bandeira. Juntamente com os também positivistas, Miguel Lemos e Manuel Pereira Reis, catedrático de astronomia da Escola Politécnica do Rio de Janeiro, ele projetou a bandeira como a conhecemos hoje. O desenho da esfera celeste é do pintor Décio Villares e a inserção da constelação do Cruzeiro do Sul foi indicação de Benjamin Constant.

4. TIRARAM O AMOR DE NOSSA BANDEIRA.

“Ordem e Progresso” escrito na bandeira é um lema de inspiração positivista. No entanto, o lema completo, criado por Augusto Comte, é: “O amor por princípio e a ordem por base; o progresso por fim”.

É proibido modificar as cores ou o lema da bandeira. Porém, dois projetos de lei, um no Senado e outro na Câmara tratam disso: o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) sugere retirar o lema “Ordem e Progresso” da bandeira  até que o analfabetismo seja extinto no Brasil (PLS 137-2008). Já o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ) propõe mudar o lema para “Amor, Ordem e Progresso” PL 2.179-2003), tendo por base a inspiração positivista original. Apesar dos projetos já serem da década passada, fiz uma consulta e ambos estão aguardando designação de relator. Sinceramente, não sei o que pensar disso e estou um pouco abismada.

5. O CÍRCULO AZUL CENTRAL É UMA IMAGEM DO CÉU NO RIO DE JANEIRO, ÀS 8 HORAS E 30 MINUTOS DO DIA 15 DE NOVEMBRO DE 1889.

O círculo azul na bandeira foi desenhado por Décio de forma a representar o céu carioca no momento da proclamação da República. Essa imagem é a que teríamos se estivéssemos, no entanto, no espaço observando o globo celeste.  Ou seja, na bandeira as constelações estão invertidas em relação ao que vemos aqui da Terra.

Apesar da inspiração,  o desenho contraria alguns aspectos astronômicos. Por exemplo, a Spica, a única estrela desenhada acima da faixa branca, de acordo com Teixeira Mendes em sua Apreciação Philosophica, publicada em 24 de novembro de 1889 no Diário Oficial, essa estrela está no hemisfério norte para quebrar a monotonia no desenho já que ela não poderia estar acima da faixa por ser pertencente a uma constelação do hemisfério sul. No entanto, de acordo com ele, e priorizando uma liberdade estética, apenas uma pequena variação na inclinação do plano transporta a estrela para qualquer um dos hemisférios. Assim, ela foi representada junto a faixa e simboliza o estado do Pará, cuja capital Belém, era considerada a mais setentrional do país. Além disso, o tamanho e distância entre as estrelas foi desenhado de forma a criar maior harmonia e não é uma fiel representação astronômica.

Isaías 44:1-28

Agora escuta, Jacó, meu servo, Israel, a quem escolhi.
Eis o que diz o Senhor que te criou, que te formou desde o seio materno e te socorreu: nada temas, Jacó, meu servo, meu Israel, a quem escolhi!
Porque derramarei água sobre o solo sequioso, fá-la-ei correr sobre a terra árida, derramarei meu espírito sobre tua posteridade, e minha bênção sobre teus rebentos.
Crescerão como a vegetação irrigada, como os álamos à beira dos arroios.
Um dirá: Eu sou do Senhor, outro reclamará para si o nome de Jacó, um terceiro escreverá na sua mão: Ao Senhor, e receberá o cognome de Israel.
Eis o que diz o Senhor, o rei de Israel, seu Redentor, o Senhor dos exércitos: Eu sou o primeiro e o último, não há outro Deus afora eu.
Quem é igual a mim? Que venha sustentar suas pretensões! Que prove e pleiteie contra mim! Quem anunciou o futuro, desde a origem? Que nos predigam o que deve ainda acontecer! Não tenhais medo então, e não tremais!
Não vos tenho esclarecido desde há muito tempo? Vós sois minhas testemunhas: existe outro Deus a não ser eu? Haverá outro rochedo além de mim?
Os fabricantes de ídolos nada são e suas preciosas obras nada valem; para confusão deles, suas testemunhas não sabem ver nem compreender.
Aquele que quer modelar um deus, funde uma estátua que não servirá para nada.
Seus fiéis ficarão decepcionados e seus operários são apenas homens. Que todos se congreguem e compareçam. Ficarão assustados e decepcionados.
O ferreiro manipula o formão e trabalha no forno; talha o ídolo com golpes de martelo; modela-o com mão vigorosa; mas tem fome, sente-se esgotado, tem sede, está extenuado.
O escultor em madeira estica o cordel, traça o esquema a lápis, desbasta a imagem com o cinzel, mede-a com o compasso; dá-lhe forma humana, fá-la um belo tipo de homem, para colocá-la numa casa.
Vai cortar madeira, apanha um roble ou um carvalho que tinham deixado crescer entre as árvores da floresta que o Senhor havia plantado, e que a chuva havia feito crescer.
Depois faz com a madeira um fogo, e leva-o para se aquecer; queima-a também para cozer o pão; enfim serve-se dela para fabricar um ídolo diante do qual se prosterna.
Queima a metade de sua madeira, sobre a brasa assa a carne, come esse assado até fartar-se. Então aquece-se e diz: Como é bom sentir o calor e admirar a chama!
Com a sobra faz um deus, um ídolo diante do qual se prostra para adorá-lo e orar dizendo: Salva-me, tu és meu deus.
Falta bom senso e juízo a essa gente; têm os olhos tão fechados que não vêem, seus corações não podem compreender.
Ninguém reflete nem tem bom senso e inteligência para se dizer: Queimei metade, cozi pão sobre a brasa, aí assei a carne que comi e iria eu fazer do resto um ídolo miserável? Prostrar-me-ia diante de um pedaço de madeira?
Este homem se nutre de cinzas, seu coração desabusado o desencaminha, ele não consegue salvar-se nem dizer: Não será um logro o que tenho nas mãos?
Lembra-te dessas coisas, Jacó! {Recorda-te}, Israel, que tu és meu servo. Eu te formei, tu és meu servo, Israel, não posso esquecer-te.
Fiz desaparecer tuas iniqüidades como uma nuvem, e teus pecados como uma neblina: volve a mim, porque te resgatei.
Céus, regozijai-vos, pois o Senhor agiu: Ressoai de alegria, profundezas da terra! Explodi de alegria, ó montanhas! E tu também, floresta, com todas as tuas árvores, porque o Senhor resgatou Jacó, e manifestou sua glória em Israel.
Eis o que diz o Senhor, teu Redentor, que te formou desde o seio de tua mãe: Sou eu, o Senhor, que fiz todas as coisas, sozinho estendi os céus. Firmei a terra: quem estava comigo?
Confundo os sinais dos falsos profetas, faço delirar os adivinhos, faço voltar atrás os sábios, e transformo sua sabedoria em loucura.
Mantenho a palavra de meus servos, cumpro o que predizem meus enviados; digo que Jerusalém deve ser reabitada. Que as cidades de Judá devem ser reedificadas. Delas reerguerei as ruínas.
Digo ao abismo: Seca-te, vou estancar tuas torrentes.
Digo de Ciro: É meu pastor, executará em tudo a minha vontade. Falando de Jerusalém: Que seja reedificada! E do templo: Que seja reconstruído!

O Brasil vai mudar de nome vai chamar eis panha!

Não podia chamar aqui de Brasil Não!

Tinha que ser Eis panha!

Por que vai no Banco do Brasil! Eis panha!

Agente deixa uma moto do lado de fora! Eis panha!

Se  você  está andando com o celular na mão! Eis panha! E leva tudo aqui não é  Brasil não!

E Eis panha!

A MULHER PERFEITA

A MULHER PERFEITA

Um homem saiu pelo mundo à procura da mulher perfeita. Depois de dez anos de busca, resolveu voltar à sua aldeia. Seu melhor amigo lhe perguntou:

– Encontrou a mulher perfeita em suas andanças?

O homem respondeu:

– Ao sul, encontrei uma mulher linda. Seus olhos pareciam duas pérolas, seu cabelo era de cor da asa da graúna, seu corpo era lindo como o de uma deusa.

O amigo entusiasmado, disse:

– Onde está sua esposa?

– Infelizmente, ela não era perfeita, pois era muito pobre… Fui para o norte e encontrei uma mulher que era a mais rica da cidade. Não tinha nem noção do poder e do dinheiro que tinha.

O amigo:

– Então, essa era perfeita?

– Não – respondeu o homem. – O problema é que nunca vi criatura mais feia em toda minha vida… Mas, finalmente, no sudeste, conheci uma mulher linda. Sua beleza era de ofuscar os olhos, tinha muito dinheiro, era perfeita.

– Então, você se casou com ela, não é, amigo?

– Não, porque, infelizmente, ela também procurava o homem perfeito.

Autor Desconhecido

Navegação de Posts