Rasecenemys

Blog Rasecenemys 2 WordPress.com

Arquivo para o mês “outubro, 2017”

Leonard Cohen – Everybody Knows traduzido

Todo Mundo Sabe

Todo mundo sabe que os dados estão viciados
Todo mundo caminha com os dedos cruzados
Todo mundo sabe que a guerra acabou
Todo mundo sabe, os bons perderam
Todo mundo sabe que a luta foi armada
Os pobres continuam pobres e os ricos ficam ricos
É assim que as coisas são
Todo mundo sabe

Todo mundo sabe que o barco está furado
Todo mundo sabe que o capitão mentiu
Todo mundo tem esse sentimento ruim
Como se seu pai ou seu cão tivessem acabado de morrer

Todo mundo conversando com seus bolsos
Todo mundo quer uma caixa de chocolates
e um longo cabo espinhoso de rosa
Todo mundo sabe

Todo mundo sabe que você me ama
Todo mundo sabe que você realmente me ama
Todo mundo sabe que você tem sido fiel
Ah, dar ou tirar uma noite ou duas
Todo mundo sabe que você foi discreto
Mas havia tantas pessoas que você tinha que conhecer
Sem suas roupas
E todo mundo sabe

Todo mundo sabe, todo mundo sabe
É assim que as coisas são
Todo mundo sabe

Todo mundo sabe, todo mundo sabe
É assim que as coisas são
Todo mundo sabe

Todo mundo sabe que é agora ou nunca
Todo mundo sabe que sou eu ou é você
E todo mundo sabe que você vive para sempre
Ah, quando você tiver feito uma linha ou duas
Todo mundo sabe que o negócio é podre
Velho João negro permanece colhendo algodão
Para suas fitas e laços
Todo mundo sabe

E todo mundo sabe sabe que a praga está chegando
Todo mundo sabe que ela está se movendo depressa
Todo mundo sabe que o homem e a mulher, nus
São apenas um artefato brilhante do passado
Todo mundo sabe que a cena está acabada
Mas haverá um medido em sua cama
Que irá expor
O que todo mundo sabe

E todo mundo sabe que você está em apuros
Todo mundo sabe pelo que você passou
Da cruz sangrenta em cima do calvário
Até a praia de Malibu
Todo mundo sabe que está desmoronando
Dê uma última olhada nesse coração sagrado
Antes que exploda
E todo mundo sabe

Todo mundo sabe, todo mundo sabe
É assim que as coisas são
Todo mundo sabe

Todo mundo sabe, todo mundo sabe
É assim que as coisas são
Todo mundo sabe

Anúncios

NINGUÉM É INÚTIL PARA DEUS

“Mas Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios, e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes. Ele escolheu as coisas insignificantes do mundo, as desprezadas e as que nada são, para reduzir a nada as que são, para que ninguém se vanglorie diante dele.” (1 Coríntios 1.27-29)

Os ensinamentos de Cristo são a melhor coisa que conheço para aprendermos a ignorar o ego (a carne) e abraçar o espírito. Foi isso que eles fizeram por mim.

Deus escolhe aquilo que o mundo descarta como inútil. Não há casos sem esperança, nem pessoas inúteis aos olhos de Deus. Cada um de nós é Sua criação especial. Não somos um acidente; e se lhe dermos uma chance, Ele poderá restaurar qualquer coisa que tenha sido danificada e nos ajudar a ser alguém que até nós mesmos ficaremos felizes em ser. O ego adora a competição e ser o primeiro de tudo, mas qual é o propósito da competição? O que ela faz por você? Nela não há contentamento, nem alegria.

A competição não lhe dá a única coisa que realmente importa – salvação eterna e paz com Deus. Para obter isso, você tem que abrir mão do ego e abraçar o espírito; e muitas vezes as pessoas que têm mais facilidade em fazer isso não são as poderosas ou as ricas, mas as mansas. As pessoas mansas sabem que não são nada sem Deus e não têm nenhum problema com isso. É através delas que Deus escolhe operar. O espírito não cresce na competição, pelo contrário, ele cresce na cooperação e no amor; porque a única meta verdadeira é conhecer a Deus, e então ajudar os outros, através do amor, a também virem a conhecê-lo.

Ataque sônico

Ondas sonoras extremamente energizadas podem perturbar ou destruir os tímpanos de uma pessoa, causando desorientação e dores intensas; o que é suficiente para incapacitar alguém. Ondas menos potentes causam náuseas e desconforto em seres humanos. A utilização dessas frequências ,para incapacitar pessoas, tem sido aplicada tanto no contraterrorismo, quanto no controle de multidão.

A possibilidade de um dispositivo que causa vibração nos globos oculares – e, portanto, distorce a visão – foi, aparentemente, confirmado pelas pesquisas do engenheiro Vic Tandy, enquanto tenta desmitificar uma “assombração” em seu laboratório, em Coventry. Esse “fantasma” foi caracterizado por um sentimento de mal-estar e vislumbres vagos de uma aparição cinza. Uma investigação encontrou um novo exaustor instalado recentemente que, descoberto por Tandy, estava gerando infrassom de frequências de 18.9 Hz, 0.3 Hz e 9 Hz.

UM dispositivo acústico de longo alcance tem sido usado pela tripulação do navio de cruzeiro Seabourn Spirit, com a finalidade de deter os piratas que perseguem e atacam navios.[6] Geralmente, esses dispositivos e outros de design similar tem sido usados para dispersar desordeiros e protestantes em esforços para controlar a multidão. Uma sistema similar é conhecido pelo nome “dispositivo magneto-acústico”. Dispositivos sônicos móveis tem sido usado em algumas cidades inglesas, como Grimsby, para impedir adolescentes de vadiarem por shoppings. Tal equipamento funciona emitindo uma “explosão de altíssima frequência” (por volta de 19-20 kHz), que à pessoas com menos de 25 anos é desconfortável. Perda auditiva relaciona à idade, aparentemente, previne o som de frequência ultra-alta de causa um incômodo para pessoas no próximas ao trinta e mais senis.

Sons de alta-amplitude, de um determinado padrão, numa frequência próxima ao pico de sensibilidade do ouvido humano (2-3 kHz) é usado contra assaltantes.

Algumas tropas policiais tem usado canhões sônicos contra manifestantes. Como exemplo, tem-se o caso da cúpula do G20 em Pittsburgh.

Existe também a possibilidade de um false flag(que pode muito bem ser um ataque real, mas planejado para outros fins).

Para alguns especialistas, os danos causados por ataques acústicos podem provocar desde uma pequena irritação à morte, dependendo do tipo de arma usado e da distância envolvida. Ryan Littlefield, da Universidade de Portsmouth, disse à revista Time que as polícias de vários países já usaram aparelhos infrassônicos durante distúrbios e não há registros de mortes. Segundo ele, o uso desses aparelhos pode causar vertigem, vômito e problemas de audição, entre alguns dos efeitos.

Acredita-se que, durante a 2.ª Guerra, Albert Speer, cientista de Adolf Hitler, trabalhou em um “canhão acústico” para “ensurdecer ou mesmo matar” seus alvos, ao criar uma série de mais de mil explosões por segundo.

Durante anos o som foi usado como uma arma não letal, mas potencialmente prejudicial. Em todo o mundo, vários tipos de aparelhos sônicos foram usados para controlar a multidão, proteger áreas de ataques ou incapacitar soldados ou trabalhadores. Vários tipos de “guerra sônica” foram lançadas no mundo todo no século passado. Os EUA usaram no Vietnã nos anos 70 e o Exército israelense durante protestos em 2005.

Desde o começo dos anos 90, aparelhos acústicos de longa distância – também conhecidos como LRADs – ajudaram no controle de distúrbios. Eles emitem um  som alto e doloroso, levando à dispersão da multidão. Esse tipo de aparelho foi usado recentemente nos protestos de 2014 em Ferguson, Missouri, após policiais brancos matarem um homem negro, Michael Brown.

Há também um aparelho que emite um zumbido que só pode ser notado por adolescentes, não adultos. É usado em vários países para impedir saques. James Parker, especialista em som da Universidade de Melbourne, Austrália, disse à rede CNN que o zumbido não é audível para os adultos, pois a audição vai ficando mais fraca com o tempo. Segundo ele, os que ouvem o zumbido geralmente sentem desconforto e náusea.

Desde os anos 90, companhias militares e privadas americanas desenvolveram aparelhos infrassônicos que podem causar mudanças de comportamento, apesar de as frequências serem baixas demais para serem ouvidas. No entanto, Parker diz que o infrassom é o mais difícil de ser usado como arma. Como o infrassom, o ultrassom também não é audível, pois sua frequência é alta demais para que os humanos possam ouvi-la.

A mídia americana disse esta semana que os exames médicos de alguns diplomatas dos EUA em Cuba diagnosticaram leves danos cerebrais traumáticos. No entanto, cientistas disseram ao jornal britânico The Guardian não acreditar que um aparelho ultrassônico seja capaz de causar danos cerebrais permanentes. Robin Cleveland, professor de ciência da engenharia na Universidade Oxford, disse que “o som teria de entrar no tecido do cérebro para causar esse tipo de dano”.

Navegação de Posts