Rasecenemys

Blog Rasecenemys 2 WordPress.com

Arquivo para o mês “abril, 2014”

BRASIL 2014

BRASIL 2014

Anúncios

MASCOTE FULECO BRASIL

Fuleco BRASIL

FULECO: BRASIL AS CINCO EQUIPES QUE PODEM LEVAR A COPA DO MUNDO 2014

FULECO: BRASIL AS CINCO EQUIPES QUE PODE LEVAR A COPA DO MUDO 2014

fuleco-com-a-bandeira-da-alemanha-300x280

fuleco-com-a-bandeira-da-italia-300x280

fuleco-com-a-bandeira-da-argentina-300x280

fuleco-com-a-bandeira-da-belgica-300x280

FULECO FLUMINENSE

FULECO FLUMINENSE

FULECO TRICOLOR

FULECO TRICOLOR

Linda foto

Linda foto

Estrelas

Estrelas

Estudo dos Tremores em Montes Claros

Estudo dos Tremores de Terra em Montes Claros, MG.

Uma pequena atividade sísmica vem ocorrendo nos últimos anos em Montes Claros. O maior tremor até agora, com magnitude 4 na escala Richter, ocorreu em 19/05/2012: causou forte vibração, provocou pequenos danos em algumas casas frágeis e assustou a população não acostumada a tais fenômenos. Foi instalada uma rede de nove estações sismográficas. Os tremores mais fortes ocorrem numa falha geológica de orientação NNW-­SSE com mergulho para leste, próxima ao Bairro Atlântida. Análises preliminares indicam tratar-se de uma falha inversa cuja movimentação é causada por tensões geológicas naturais do tipo compressão de direção aproximadamente E-W. Os tremores têm origem a profundidades entre 1 e 2 km, aproximadamente, ou seja, em rochas cristalinas da parte superior da crosta, abaixo da camada de calcário (resultado ainda a ser confirmado por estudos mais detalhados). Tremores de magnitude 4 ou maior ocorrem, em média, duas vezes por ano no Brasil; desta maneira, a atividade sísmica em Montes Claros não é incomum. Não há evidência de que a exploração nas pedreiras tenha relação com a atividade sísmica. Não é possível prever se a atividade vai continuar diminuindo ou se haverá novo surto com algum tremor de magnitude superior a 4. O cenário mais provável, é que a atividade diminua gradualmente com alguns tremores ocasionais de magnitude perto de 3. A probabilidade de ocorrer outro tremor maior, é estimada em 1% (baseado em estatísticas de outros casos no Brasil). Mesmo com probabilidade pequena, recomenda-se reforçar as casas frágeis próximas à área epicentral.

Terremoto em Montes Claros

Três tremores de terra atingiram a cidade de Montes Claros que fica localizada no Norte de Minas Gerais. Segundo informações do Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB), o primeiro tremor ocorreu às 10h39 , atingindo 4.2 Graus da Escala Richter, o segundo ocorreu às 10h41, atingindo 3.2 Graus e o terceiro e último tremor ocorreu às 11h49, atingindo 2.5 Graus.
Em decorrência do primeiro tremor que foi mais forte, houve interrupção do fornecimento de energia em Montes Claros, Coração de Jesus e Grão Mogol, devido a um sistema de proteção da subestação Montes Claros 1, que foi desligado automaticamente por motivos de segurança. Várias pessoas tentaram entrar em contato com o Corpo de Bombeiros através do telefone 193, porém a telefonia móvel e fixa, foi interrompida por aproximadamente 50 minutos. Calcula-se que cerca de 80 mil edificações e residências ficaram sem energia elétrica.
Após o restabelecimento da energia e dos telefones, que ocorreu por volta das 11h30, o 7º Batalhão de Bombeiros Militar (7º BBM) em Montes Claros, registrou mais de 200 ligações .
Os bombeiros foram acionados nos bairros Ibituruna, Morada do Sol, Centro, Morrinhos, São Judas, Delfino Magalhães, Maracanã, Eldorado, Santos Reis, Renascença dentre outros. No bairro Delfino Magalhães, Rua Roque Ferreira , parte do reboco do teto de uma residência caiu sobre a cabeça de uma adolescente de 14 anos que se encontrava na sala, provocando apenas escoriações. O Corpo de Bombeiros prestou os primeiros socorros na vítima que não precisou ser conduzida para o hospital. Ainda na residência, houve a necessidade de isolamento do cômodo onde o reboco caiu, para uma análise dos engenheiros da Defesa Civil de Montes Claros, porém a estrutura do imóvel não foi danificada. Ainda foram registradas diversas ocorrências de trincas e rachaduras em residências, por toda cidade. Cinco residências, passaram por vistorias do Corpo de Bombeiros que encaminharam os casos para a Defesa Civil do Município.
Também foram registradas pelo Corpo de Bombeiros, 03 ocorrências de vítimas presas em elevador. No caso mais grave, os bombeiros precisaram abrir a porta com chave especial para resgatar as pessoas que se encontravam confinadas.
Devido à demanda de ocorrências e gravidade da situação, o comando do 7º BBM, acionou o Plano Integrado de Enfrentamento a Tremores de Terra de Montes Claros e montou o Sistema de Comando em Operações (SCO). Com este sistema de gerenciamento acionado, militares do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Prefeito de Montes Claros, Ruy Muniz, Defesa Civil Municipal, Guarda Municipal e CEMIG se reuniram na sala de situação localizada na sede do Corpo de Bombeiros para discutirem o ocorrido e executarem as ações de resposta. O plano prevê a existência de 05 cenários que variam de acordo com a gravidade dos danos materiais e presença de vítimas.
Por volta das 16h30, foi sentido mais um forte tremor sem maiores informações. Várias pessoas ligaram para o Corpo de Bombeiros. Não há registro de feridos.

Abelhas sumindo

Imagem
Tudo está bem na colmeia. Milhares de abelhas, cada uma com sua função, trabalham numa harmonia perfeita. Até que algo estranho acontece. Sem motivo aparente, as abelhas surtam: simplesmente abandonam a colmeia, deixando para trás suas larvas, para nunca mais voltar. 
Ninguém sabe para onde elas foram, nem se ainda estão vivas – pois não há rastros ou insetos mortos nos arredores da colmeia. É um comportamento muito estranho, eque está se espalhando pelo mundo: as abelhas de 10 países já apresentaram essa síndrome, que foi batizada de colony collapse disorder (“desordem de colapso de colônia”, em inglês). 

Só nos EUA, o lugar mais afetado pela doença, 50 bilhões de abelhas sumiram, esvaziando 40% das colmeias do país. Os primeiros casos da síndrome apareceram em 2006, mas só agora os cientistas descobriram o que está fazendo as abelhas fugir. “É uma infecção por vírus, que danifica o código genético dos insetos”, afirma a entomóloga May Berenbaum, da Universidade de Illinois. 

Esse vírus, que ainda não foi isolado, causa modificações em 65 genes dos insetos – e isso é que estaria provocando o comportamento bizarro das abelhas, cujo desaparecimento pode ter consequências muito mais graves do que a falta de mel. As abelhas são responsáveis pela polinização de mais da metade das 240 mil espécies de plantas floríferas que existem no mundo. Sem as abelhas, essas plantas não teriam como se reproduzir e sobreviver. Se um mundo sem abelhas já seria ruim, imagine sem flores. 

Navegação de Posts