Rasecenemys

Blog Rasecenemys 2 WordPress.com

Arquivo para o mês “outubro, 2008”

poesia

Falar de poesia… em poesias…
é falar com quem gosta de se expressar
se copiada, recitada ou sentida…
uma busca de linguagem humana,
onde nos mostramos…
fugindo da mesmice insuportável…
que tanto nos cansa…
mas não encontramos tantos cansados…
ou que admitam…
mas ao menos, aos poucos desvairados que encontramos pela vida…
falar e ouvir de poesias…
e de emoções…
e realmente encontrar pessoas
é como compreender a vida…

 
 

CANÇÃO DO AMOR IMPREVISTO

Eu sou um homem fechado.
O mundo me tornou egoísta e mau.
E a minha poesia é um vício triste,
Desesperado e solitário
Que eu faço tudo por abafar.

Mas tu apareceste com a tua boca fresca de madrugada,
Com o teu passo leve,
Com esses teus cabelos…

E o homem taciturno ficou imóvel, sem compreender
nada, numa alegria atônita…

A súbita, a dolorosa alegria de um espantalho inútil
Aonde viessem pousar os passarinhos.

Mario Quintana

Anúncios

poesia

Latin Simone (tradução)
Gorillaz

Composição: Indisponível

Deixe-o se queres continuar, irmão
Graça, ilumina tua vida
Todo o céu cai sobre ti
Diga-me o que há, tente-o
Ilumina esse amor
Ante que se vá

Alô sempre te entristece
Quando tudo vai bem
O que há com você?
Algo sempre te entristece
Quando tudo vai bem
O que há com você?
O que há com você?

Deixe-o se queres continuar
Não ocultes tua alma do sol
Tenhas uma vida preciosa
De que serve se sozinho
Morre suavemente

O que há?
O que há com você?
O que há com você, meu irmão?
O que há com você?
Escuta a tua própria voz
Salva teu amor
O que há com você?
Antes que se vá
Se tudo vai bem?
O que há com você?
O que há com você?
Olha para ti mesmo
Vem! anime-se!
O que há com você?

poesia

Doce Quimera…

                   N.Rogero

 

 

Sempre em frente, caminhante,

Segue tu, doce quimera,

Como folha esvoaçante

A entrar pela janela.

 

O teu mundo é bem enorme,

Bem pequeno é teu pousar,

Que um vivente se conforme

– ele tem que descansar.

Não lembras nossos momentos,

Quando o sol brilhava e tanto,

Não havia os tormentos,

Nem tampouco um só pranto.

 

Quando o mar de ondas calmas

A praia vinha beijar,

Éramos só duas almas

Num barquinho a velejar.

 

Tudo cansa nesta vida,

Cansa até o coração,

Mesmo coisa tão querida

É esquecida pelo chão.

Para o céu não ficar triste,

Para o mar não enfurecer,

O teu rumo tu seguiste,

Bem antes de o sol nascer.

 

Foi assim que tu partiste,

Como brisa de verão,

Meu mundo ficou mais triste

Sem a tua sedução.

traduçao e em ingles take my breath away BERLIN

Take My Breath Away (Tradução)

Top Gun

Composição: BERLIN

TIRE O MEU FOLÊGO
Observando cada movimento
Em meu tolo jogo de amante
Nesse oceano infinito
Finalmente os amantes não conhecem a vergonha
Voltando-se…
E retornando a algum lugar secreto interior
Observando em câmera lenta
Enquanto você se vira e diz:
Tire o meu fôlego
Tire o meu fôlego
Observando, eu fico esperando
Ainda antecipando o amor
Jamais hesitando
Nos tornarmos os predestinados
Voltando-se…
E retornando a algum lugar secreto para nos escondermos
Observando em câmera lenta
Enquanto você se vira e diz:
Tire o meu fôlego
Eu vi você através do relógio do tempo
Você fugiu bem a tempo
Quando o espelho se quebrou, eu te chamei
E me virei para ouvir você dizer
Ao menos hoje
Não estou com medo
Tire o meu fôlego
Observando cada movimento
Neste jogo tolo de amante
Assombrado pela noção
De que em algum lugar existe um amor
em chamas
Voltando-se…
E retornando a algum lugar secreto interior
Observando em câmera lenta
Enquanto você muda meu caminho e diz:
Tire o meu fôlego
Tire o meu fôlego.

Top gun take my breath away

 

 

Take My Breath Away

Berlin

Composição: Indisponível

Watching every motion
In my foolish lover’s game
On this endless ocean
Finally lovers know no shame
Turning and returning
To some secret place inside
Watching in slow motion
As you turn around and say

Take my breath away
Take my breath away

Watching I keep waiting
Still anticipating love
Never hesitating
To become the fated loves
Turning and returning
To some secret place to cry
Watching in slow motion
As you turn me and say
My love…

Take my breath away
Take my breath away

Through the hourglass I saw you
Is time you slipped away
When the mirror crashed I called you
And turned to hear you say
If only for today
I’m unafraid

Take my breath away
You take my breath away
You take my breath
You take my breath
You take my breath away
You take my breath away
You take my breath away

 

 

 

 

 

Navegação de Posts